Entenda as consequências da queda da taxa Selic no seu cotidianoFontes Promotora de Crédito
Entenda as consequências da queda da taxa Selic no seu cotidiano

Entenda as consequências da queda da taxa Selic no seu cotidiano

25 de maio de 2018
|
0 Comentários
|
Compartilhe:

É comum ouvirmos falar da taxa Selic quase todos os dias nos noticiários. Na semana passada, o Banco Central anunciou mais uma redução da taxa dos juros, dessa vez para 6,5%. Mas, afinal, você sabe como a Taxa do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) reflete diretamente na sua vida?

Saiba como a queda da taxa de juros impacta no seu dia-a-dia no post abaixo.

Entenda os cortes da Selic

A redução de 14,25% para 6,5% em pouco mais de um ano tem como principal objetivo estimular a economia produtiva. Isso ajuda, na expansão das empresas e facilita a compra de um carro ou uma casa, por exemplo. Consecutivamente, isso estimula a movimentação do dinheiro na economia.

A redução da Selic para uma mínima histórica, anunciada pelo presidente do Banco Central, Ilan Goldfaj, também diminuiu a diferença entre os juros brasileiros e os norte-americanos. Assim, os recursos são drenados daqui para lá, aumentando também a demanda e o preço do dólar.

Inflação

Apesar de a inflação brasileira estar muito baixa, até menor do que o centro da meta, devido a grande crise que começa a lentamente se dissipar, o Banco Central tem muita preocupação em não perder o controle da situação. Segundo dados do Boletim Focus, a projeção para 2018 é de que a inflação termine o ano em 3,45%.

Poupança

Com a queda da Selic, especialistas do setor avaliam que a poupança tende e ganhar predominância no financiamento para habitação.

Por outro lado, esse tipo de aplicação tem se mostrado cada vez menos rentável. Com a Selic a 6,5%, o rendimento da poupança fica em cerca de 0,4%. Mesmo sendo considerada mais segura pela maioria das pessoas, essa pode não ser a melhor opção para quem busca rendimentos altos. É indicado buscar investimentos com uma rentabilidade maior. A Selic mais baixa rende bons resultados para quem investe na bolsa de valores, por exemplo.

O que muda no cotidiano?

Mesmo com os juros no menor patamar da história, a queda está demorando para chegar aos consumidores finais pelas taxas disponíveis no mercado.
Por isso, não pode se dizer que o preço dos alimentos parou de subir, mas sim que o aumento tem sido menor.

Em relação aos empréstimos tomados por pessoas físicas, o custo é diretamente impactado pela Selic em níveis mais baixos. A médio longo prazo, com o restabelecimento da economia, o PIB voltará a crescer, o índice de emprego melhora e consecutivamente, os bancos ficarão mais dispostos a liberar recursos na forma de empréstimos.

 
Gostou desse post? Acompanhe nosso blog e fique por dentro de mais informações sobre o mercado financeiro! A Fontes Promotora de Crédito é uma empresa consolidada no mercado nacional que oferta diversas opções de produtos, além de ser referência no alcance de metas pessoais e profissionais. Solucionamos suas necessidades com agilidade, competência e oferecemos as melhores comissões do mercado!

Compartilhe:
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial